Redução dos Impostos e Taxas

O contribuinte não aguenta mais! A crise financeira que estamos vendo hoje é o produto da falência do modelo econômico que vem sendo praticado no nosso país. O Brasil é o país onde mais se paga impostos e pouquíssimo dessa arrecadação é revertido em benefício para a população. Hoje em Minas, por exemplo, 47,96% do que pagamos na gasolina correspondem aos tributos. Este é um completo absurdo, que não podemos admitir.

Quem acompanha o nosso trabalho, sabe que sempre assumimos o compromisso incondicional de votar contra e combater o aumento dos impostos. Na Câmara Municipal, lutamos sozinhos contra o aumento do IPTU. Na Assembleia, fui um dos únicos parlamentares a sempre ter votado contra o aumento do Imposto da Gasolina, do Álcool, do Imposto sobre Importação de Mercadoras e contra o ICMS. Em Nova Lima, conseguimos barrar na justiça a Taxa de Limpeza Pública e apoiamos a mobilização dos moradores contra o aumento do IPTU.

No Congresso Nacional, uma das nossas prioridades será a aprovação de uma Reforma Tributária que não só simplifique os tributos, como também reduza muito os encargos que recaem sobre os ombros do cidadão e do comércio. Só assim poderemos vislumbrar a recuperação da nossa Economia.